DOC Galeria e Editora Tempo d’Imagem convidam para o lançamento de “O Livro do Sol”, de Gilvan Barreto, no dia 3 de dezembro, 19h. O fotógrafo pernambucano fará projeção de imagens no telão da Rua Aspicuelta, em frente a galeria. Uma oportunidade para encontrar e compartilhar com o autor a nova publicação, uma noite para confratenizar e brindar a fotografia. “O Livro do Sol” é a segunda publicação criada pelo fotógrafo Gilvan Barreto. Organizada pela editora Tempo d’Imagens, a produção é o resultado da viagem do autor pelo sertão, feita durante o verão de 2013, auge da maior seca dos últimos 60 anos. A obra traz os retratos sertanejos e as contradições da região: as relações entre água e seca, abundância e escassez, fotografia e literatura.  O embate entre o homem a natureza, o concreto e o imaginário também estão presentes nas fotografias. A ideia do livro surgiu a partir da celebração dos 70 anos de lançamento de Pedra do Sono, livro de estreia do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto. DOC_convite_GilvanBarreto doc_O-Livro-do-Sol-02 doc_O-Livro-do-Sol-03 doc_O-Livro-do-Sol-04 Matéria da Simonetta Persichetti no Estadão. Leia no link a entrevista com Gilvan Barreto feita pelo Olhavê. Gilvan Barreto é pernambucano mas reside no Rio de Janeiro há 8 anos. Participou de exposições coletivas no Brasil e no exterior, como em “Amrik – Um Retrato da Presença Árabe na América Latina”, mostra apresentada em mais de 20 países. É autor de “Moscouzinho” (Tempo d’Imagem, 2012). A publicação traz uma narrativa poética sobre a reinvenção de sua cidade natal, uma Rússia tropical e nordestina. O livro recebeu Menção Honrosa no POY Latam 2013. Foi finalista no prêmio Conrado Wessel de Arte deste ano. Atualmente Gilvan está finalizando “O Livro do Sol”, que será lançado em novembro de 2013. O livro retrata a relação do  sertanejo com a natureza, tendo com fio condutor a obra de João Cabral de Melo Neto. Além dos trabalhos autorais, dedica-se a fazer retratos e a documentar temas sociais e ambientais para organizações internacionais.