Trilogia Vermelha | Venda especial

De 24 de setembro a 15 de outubro de 2016

De 24 de setembro a 15 de outubro, a DOC Galeria organiza uma venda especial em torno de cem imagens dos fotógrafos Mauricio Nahas e Ricardo Barcellos, que integraram o projeto ‘Trilogia Vermelha’. As imagens, com tamanhos de 40 x 40 a 125 x 100, vão custar entre R$ 300 e R$ 1.900. Trilogia Vermelha, projeto pensado para ser exibido na Pinacoteca do Estado de São Paulo, com curadoria de Diógenes Moura, teve início em 2005, em Havana, Cuba, resultando na exposição “Era uma Vez em Havana”, com fotografias de Maurício Nahas e Ricardo Barcellos. O projeto discute a possibilidade de os fotógrafos viajantes trazerem para a Pinacoteca olhares em três dimensões e as dificuldades de se traduzir em imagem a memória de um povo. A base curatorial busca ainda a estreita ligação entre fotografia e literatura que, segundo o curador, é a única forma de se tentar entender cada imagem. Em Cosmos (2007), os fotógrafos retrataram a vida nas cidades de Moscou e São Petersburgo, após a abertura política iniciada em 1985, na então União Soviética. O projeto se completa com fotos realizadas na China. Nesta última parte da Trilogia, apresentam-se pequenos ensaios fotográficos, cenas da religiosidade e do cotidiano chinês. As imagens foram captadas durante 40 dias nas cidades de Pequim (Beijing) e Xangai, e em outras 18 em pequenas cidades e províncias espalhadas pela China. Segundo Diógenes Moura, curador da mostra, “A importância deste projeto se dá pela possibilidade de reunir fotógrafos com olhares diferentes, em três países muito distintos e isso, de certa maneira, provoca um possível diálogo entre a fotografia documental e o retrato. Nesse momento em que o olhar da fotografia moderna é tão fragmentado, a Trilogia Vermelha propõe um discurso de entendimento entre as linguagens desses artistas”. “Entre momentos em que se ouvem os ruídos das metrópoles com sua luta diária entre consumo e globalização (e entre memória, arte e religiosidade), e outros, onde a presença do indivíduo deixa claro que é o seu corpo/nosso corpo e sua persona essa máscara que nos acompanhará, envelhecendo pouco a pouco, até a morte, que traduz para a fotografia esse ‘como’ fotografar”, comenta o curador.

DOC Galeria | Rua Aspicuelta, 145 – Vila Madalena, SP. contato@docgaleria.com.br | 11 2592-7922 | Visitação: de terça a sexta das 14h às 19h, sábados e feriados das 12h às 17h.


De 24 de setembro a 15 de outubro, a DOC Galeria organiza uma venda especial em torno de cem imagens dos fotógrafos Mauricio Nahas e Ricardo Barcellos, que integraram o projeto ‘Trilogia Vermelha’. As imagens, com tamanhos de 40 x 40 a 125 x 100, vão custar entre R$ 300 e R$ 1.900. Trilogia Vermelha, projeto pensado para ser exibido na Pinacoteca do Estado de São Paulo, com curadoria de Diógenes Moura, teve início em 2005, em Havana, Cuba, resultando na exposição “Era uma Vez em Havana”, com fotografias de Maurício Nahas e Ricardo Barcellos. O projeto discute a possibilidade de os fotógrafos viajantes trazerem para a Pinacoteca olhares em três dimensões e as dificuldades de se traduzir em imagem a memória de um povo. A base curatorial busca ainda a estreita ligação entre fotografia e literatura que, segundo o curador, é a única forma de se tentar entender cada imagem. Em Cosmos (2007), os fotógrafos retrataram a vida nas cidades de Moscou e São Petersburgo, após a abertura política iniciada em 1985, na então União Soviética. O projeto se completa com fotos realizadas na China. Nesta última parte da Trilogia, apresentam-se pequenos ensaios fotográficos, cenas da religiosidade e do cotidiano chinês. As imagens foram captadas durante 40 dias nas cidades de Pequim (Beijing) e Xangai, e em outras 18 em pequenas cidades e províncias espalhadas pela China. Segundo Diógenes Moura, curador da mostra, “A importância deste projeto se dá pela possibilidade de reunir fotógrafos com olhares diferentes, em três países muito distintos e isso, de certa maneira, provoca um possível diálogo entre a fotografia documental e o retrato. Nesse momento em que o olhar da fotografia moderna é tão fragmentado, a Trilogia Vermelha propõe um discurso de entendimento entre as linguagens desses artistas”. “Entre momentos em que se ouvem os ruídos das metrópoles com sua luta diária entre consumo e globalização (e entre memória, arte e religiosidade), e outros, onde a presença do indivíduo deixa claro que é o seu corpo/nosso corpo e sua persona essa máscara que nos acompanhará, envelhecendo pouco a pouco, até a morte, que traduz para a fotografia esse ‘como’ fotografar”, comenta o curador..

DOC Galeria | Rua Aspicuelta, 145 – Vila Madalena, SP. contato@docgaleria.com.br | 11 2592-7922 | Visitação: de terça a sexta das 14h às 19h, sábados e feriados das 12h às 17h.

Arquivo Archive