Gabriel Chaim

Belém [PA], 1982.
Gabriel Chaim, é paraense e vive em SP desde 2011. Formado em gastronomia na Itália, optou ganhar a vida por meio da fotografia e pelo vídeo. Visitou o campo de refugiados de Alzaatari, na Jordânia, em 2013 e despertou para a o dia-a-dia das populações afetadas pelas guerras, seja na Palestina, no Iraque ou na Siria, sempre se revezando entre o front, campos de refugiados ou diretamente transitando em cidades devastadas com Aleppo e Kobani. Em Kobani, abril de 2015, segunda maior cidade siria, paralelamente à fotografia convencional, Gabriel utilizou o drone numa região de conflito para gravar imagens aéreas impressionantes e que rodaram o mundo. Lá do alto foi possível ter uma outra dimensão do horror e da devastação produzidas pelas guerras. Gabriel já publicou fotos e videos em alguns dos mais importantes meios de comunicação do Brasil e do mundo como rede Globo, CNN, The Guardian, para citar alguns. É casado e pai de dois filhos.

Belém [PA], 1982.
Gabriel Chaim, é paraense e vive em SP desde 2011. Formado em gastronomia na Itália, optou ganhar a vida por meio da fotografia e pelo vídeo. Visitou o campo de refugiados de Alzaatari, na Jordânia, em 2013 e despertou para a o dia-a-dia das populações afetadas pelas guerras, seja na Palestina, no Iraque ou na Siria, sempre se revezando entre o front, campos de refugiados ou diretamente transitando em cidades devastadas com Aleppo e Kobani. Em Kobani, abril de 2015, segunda maior cidade siria, paralelamente à fotografia convencional, Gabriel utilizou o drone numa região de conflito para gravar imagens aéreas impressionantes e que rodaram o mundo. Lá do alto foi possível ter uma outra dimensão do horror e da devastação produzidas pelas guerras. Gabriel já publicou fotos e videos em alguns dos mais importantes meios de comunicação do Brasil e do mundo como rede Globo, CNN, The Guardian, para citar alguns. É casado e pai de dois filhos.

LINKS: