Em cartaz Current

Quimeras, apólogos e algumas fábulas

De 29 de novembro de 2016 à 21 de janeiro de 2017

Diálogos entre fotografia e literatura é o foco da mostra do Ateliê Fotô na DOC Galeria

Oito artistas interagiram com a obra de oito escritores para refletir e transcriar suas produções em novas narrativas

Interações póeticas entre a fotografia e a literatura são o mote da mostra coletiva Quimeras, apólogos e algumas fábulas, realizada pelo Ateliê Fotô, dirigido pelo curador Eder Chiodetto, em parceria com a DOC Galeria, entre 17 de maio (vernissage) e 24 de junho.

Contando com oito artistas, integrantes do Programa de Estudos Avançados em Fotografia do Ateliê Fotô, o projeto expositivo surgiu a partir de uma provocação feita pelos coordenadores do curso Eder Chiodetto e Fabiana Bruno, que assinam juntos a curadoria da mostra: partindo de uma pesquisa transversal que os fotógrafos realizaram em seus acervos, Chiodetto e Fabiana sugeriram um escritor para cada integrante do grupo, por aproximações poéticas, pela atmosfera que suscitavam um curioso trânsito entre imagens e verbos. Outras vezes, pelo epicentro do gesto criador de ambos que avizinhavam-se por questões conceituais ou filosóficas.

Dessa forma foram criados os pares Ana Almeida – Eugène Ionesco; Elaine Pessoa – Marcel Proust; Helô Mello – Jorge Luis Borges; Juvenal Antunes – Fiódor Dostoiévski; Marcelo Costa – João Cabral de Melo Neto; Marilde Stropp – Franz Kafka; Sheila Oliveira – Clarice Lispector e Sonia Dias – Hans Christian Andersen.

Num diálogo intenso por busca de afinidades e distanciamentos entre imagens revisitadas e recriadas a partir do encontro com a literatura, cada fotógrafo formatou um novo conjunto de trabalhos que agora ganha as paredes da galeria.

Tal exercício, mais do que almejar uma simples aproximação entre autores, visou fazer com que cada artista do grupo de estudos fosse levado a ver-se espelhado pela visão de um outro autor. Cair para dentro de si. Olhares em rebatimento. Como resultado, os artistas conseguiram perceber que em seus acervos há vários pontos de contato possíveis entre séries fotográficas que outrora pareciam desconectadas. A trajetória de cada um surgiu renovada e com novos elos simbólicos que as conectam em outros níveis de vínculo.

Se no outro é possível encontrarmos nós mesmos, ficou claro, nessa relação dialógica, que em cada um de nós habita o mundo inteiro.


Período: de 18 de maio à 24 de junho de 2017
Visitação: de terça a sexta das 14h às 19h e sábado das 12h às 17h
Endereço: Rua Aspicuelta, 145 – Vila Madalena, São Paulo, SP
Informações: contato@docgaleria.com.br | 55 [11] 25927922

Diálogos entre fotografia e literatura é o foco da mostra do Ateliê Fotô na DOC Galeria

Oito artistas interagiram com a obra de oito escritores para refletir e transcriar suas produções em novas narrativas

Interações póeticas entre a fotografia e a literatura são o mote da mostra coletiva Quimeras, apólogos e algumas fábulas, realizada pelo Ateliê Fotô, dirigido pelo curador Eder Chiodetto, em parceria com a DOC Galeria, entre 17 de maio (vernissage) e 24 de junho.

Contando com oito artistas, integrantes do Programa de Estudos Avançados em Fotografia do Ateliê Fotô, o projeto expositivo surgiu a partir de uma provocação feita pelos coordenadores do curso Eder Chiodetto e Fabiana Bruno, que assinam juntos a curadoria da mostra: partindo de uma pesquisa transversal que os fotógrafos realizaram em seus acervos, Chiodetto e Fabiana sugeriram um escritor para cada integrante do grupo, por aproximações poéticas, pela atmosfera que suscitavam um curioso trânsito entre imagens e verbos. Outras vezes, pelo epicentro do gesto criador de ambos que avizinhavam-se por questões conceituais ou filosóficas.

Dessa forma foram criados os pares Ana Almeida – Eugène Ionesco; Elaine Pessoa – Marcel Proust; Helô Mello – Jorge Luis Borges; Juvenal Antunes – Fiódor Dostoiévski; Marcelo Costa – João Cabral de Melo Neto; Marilde Stropp – Franz Kafka; Sheila Oliveira – Clarice Lispector e Sonia Dias – Hans Christian Andersen.

Num diálogo intenso por busca de afinidades e distanciamentos entre imagens revisitadas e recriadas a partir do encontro com a literatura, cada fotógrafo formatou um novo conjunto de trabalhos que agora ganha as paredes da galeria.

Tal exercício, mais do que almejar uma simples aproximação entre autores, visou fazer com que cada artista do grupo de estudos fosse levado a ver-se espelhado pela visão de um outro autor. Cair para dentro de si. Olhares em rebatimento. Como resultado, os artistas conseguiram perceber que em seus acervos há vários pontos de contato possíveis entre séries fotográficas que outrora pareciam desconectadas. A trajetória de cada um surgiu renovada e com novos elos simbólicos que as conectam em outros níveis de vínculo.

Se no outro é possível encontrarmos nós mesmos, ficou claro, nessa relação dialógica, que em cada um de nós habita o mundo inteiro.


Período: de 18 de maio à 24 de junho de 2017
Visitação: de terça a sexta das 14h às 19h e sábado das 12h às 17h
Endereço: Rua Aspicuelta, 145 – Vila Madalena, São Paulo, SP
Informações: contato@docgaleria.com.br | 55 [11] 2592-7922