Em 2006 o fotógrafo turco-holandês Ahmet Polat fotografou a história de 4 jovens designers que viviam na região da favela do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo. Agora, 7 anos depois, Ahmet voltou para reencontrar esse 4 jovens para a segunda etapa desse trabalho. A exposição batizada de  Dom da Periferia que abre no próximo dia 26 de junho na DOC conta a vida desses quatro paulistanos e é parte de um plano de aproximação da Prefeitura de Amsterdã com a cultura de São Paulo. Filho de mãe holandesa e pai turco, Ahmet é a fusão do Ocidente e do Oriente, um fotógrafo bicultural, questionador que encontrou na periferia de São Paulo campo fértil para uma boa reflexão social. A produção da exposição  Dom da Periferia é da jornalista holandesa, correspondente em São Paulo, Stijntje Blankendaal e tem apoio da Prefeitura de Amsterdam e da Mondrian Foundation. As fotos serão expostas em dois formatos: lambe lambe e papel fotográfico. Designers: Mariana Machado lançou este ano sua própria marca de street wear, a Calvário. João Carlos Monteiro trabalha para um atelier de moda e cria as fantasias de teatro para o Clube Paulistano, sendo premiado várias vezes. Leandro Benites trabalha para a grife SAAD, faz seus próprios projetos e foi selecionado pelo Movimento HOTSPOT, idealizado pela Luminosidade, de Paulo Borges. Bruna Medeiros começou seu próprio atelier no Campo Limpo, produzindo para diversas lojas. AHMET POLAT_Dom da Periferia_ AHMET POLAT_Dom da Periferia_Bruna & Joao 01 AHMET POLAT_Dom da Periferia_Campo Limpo 03 AHMET POLAT_Dom da Periferia_Joao 02 AHMET POLAT_Dom da Periferia_Joao 03 AHMET POLAT_Dom da Periferia_Leoandro & Mariana DOC Galeria Exposição: O dom da periferia Abertura: 26 de junho às 20h Endereço: R. Aspicuelta, 662, Vila Madalena, São Paulo, SP Tel: 11 3938 0130 Período: de 27 de junho até 31 de julho De segunda à sexta das 11h às 19h, sábado das 11h às 14h