Sobre


DOC Foto é um escritório para criação e produção de projetos ligados a fotografia e galeria especializada em imagem. A proposta é abrir o espaço para o fotojornalismo e os trabalhos documentais, imagens pensadas para contar histórias. A fotografia contemporânea também tem o seu lugar na DOC Galeria. O objetivo é inserir novos e experientes profissionais no mercado das artes. Compartilhamos estas experiências com conversas, cursos e workshops.

A DOC Galeria produz a Mostra São Paulo de Fotografia, evento anual de ocupação do bairro da Vila Madalena, com cerca de 30 exposições simultâneas, mostrando os vários aspectos da cidade de São Paulo. A Mostra abre todo dia 21 de abril, e participam galerias, restaurantes, bares, lojas, espaços culturais, muros autorizados e instalações em lugares públicos. São apresentados trabalhos de fotógrafos de todas as vertentes e épocas.

DOC Galeria: Rua Aspicuelta, 145. Vila Madalena, São Paulo, SP. CEP 05433-010. 11 2592-7922 contato@docgaleria,com.br

DOC is a photo gallery and office specialized in developing, producing and managing projects related to photography, photo exhibitions and photo festivals. DOC´s proposal is to open space for the best works on photojournalism, documentary photography and images created to tell stories. The contemporary photography has also its place at DOC. Our aim is to introduce new and experienced photographers in the fineart world and share these experiences through talks, courses and workshops held at the gallery.

DOC produces the Mostra São Paulo de Fotografia, (São Paulo Photography Festival) an annual event of occupation of Vila Madalena – the most vibrant and artistic neighborhood in Sao Paulo – by photography. It opens every April 21st. The exhibitions are held at galleries, restaurants, bars, cultural centers and installations at open spaces, and presents the works of photographers of different styles and periods.

DOC Galeria: Rua Aspicuelta, 145. Vila Madalena, São Paulo, SP. CEP 05433-010. 11 2592-7922 contato@docgaleria,com.br


imagem-exemplo

Mônica Maia é editora de fotografia, produtora e fotógrafa. Sócia da DOC Galeria | Escritório de Fotografia, espaço expositivo inaugurado em junho de 2012, com foco na fotografia documental e jornalística. Trabalhou na Revista Afinal [1986/1987] como arquivista, laboratorista e repórter fotográfica. Foi fotógrafa dos jornais O Estado de S.Paulo e Jornal da Tarde entre 1987 e 1989. Em 1990 assumiu a Editoria de Fotografia da Agência Estado, que representava os jornais do Grupo Estado, onde foi responsável pela produção, distribuição e comercialização de fotos até 2007. Participou da criação do projeto e implementação do Fotorepórter, do Estadão, inciativa pioneira de 2005. Coordenou a área de fotografia do Núcleo de Revistas da Folha de S.Paulo até dezembro de 2010. Em 1999 foi a primeira brasileira a ser jurada do maior prêmio mundial de fotojornalismo, o World Press Photo, que acontece anualmente em Amsterdã, desde então é membro do Joop Swart Masterclass. É jurada do Prêmio Esso de Jornalismo. Atuou na área de consultoria de Banco de Imagens Corporativos e colaborou com diversos livros e exposições. Organizou a primeira exposição de fotos de Instagram no Brasil. Criou e coordenou ações colaborativas em redes sociais com destaque ao InstaSampa, uma cobertura fotográfica da cidade de São Paulo. Foi curadora do 3º Encontro de Coletivos Fotográficos Íbero-Americano. É produtora executiva da Mostra São Paulo de Fotografia desde 2010.

Mônica Maia is a picture editor, producer of photographic projects, photographer and owner partner of DOC Galeria. She worked for Afinal Magazine (1986/1987) as a photojournalist, photo archivist and photo lab technician and as a photojournalist for O Estado de São Paulo and Jornal da Tarde newspapers (1987-1989). From 1990 to 2007 she was the picture editor of Agência Estado, where she was responsible for the photo production, distribution and marketing. In 2005, Mônica participated in the implementation of Fotoreporter project, a pioneer initiative of Grupo Estado. In 2010 she coordinated the picture desk of the magazines section of Grupo Folha. In 1999 she was the first Brazilian juror of World Press Photo. Mônica works as an independent consultant for corporate image archives. She´s a member of Joop Swart Masterclass and has collaborated for a number of photo books and exhibitions. She´s the executive producer of Mostra São Paulo de Fotografia since 2010.


imagem-exemplo

Fernando Costa Netto é jornalista, fotógrafo e empresário. Sócio da DOC Galeria | Escritório de Fotografia e idealizador da Mostra SP de Fotografia, evento de ocupação do bairro da Vila Madalena pela fotografia. Foi um dos fundadores da revista Trip, criou outros projetos editoriais como as revistas VeniceMag (1993), Boom (1994) e 2005, foi editor-chefe do extinto jornal Notícias Populares, do Grupo Folha, entre 1997 e 2000 e integrante do coletivo Polaroid SX70. Abaixo, destaque de algumas exposições e atividades culturais: “Fotocolecionismo”, galeria Luisa Strina [1999]; “Imagens da Violência, Retrato da Exclusão”, MIS – Museu da Imagem e do Som [2000]; “Oscar Niemeyer, um Olhar sobre a Obra”, galeria Paparazzi [2001]; SX70, Galeria Vermelho [2002]; Dear Sarajevo, um documento fotográfico com registros da capital da Bósnia durante a guerra de 1993-1994 e 10 anos depois, 2006, na Caixa Cultural, abrindo o Mês Internacional de Fotografia em SP [2007];curou “Futebol Majestade” para as comemorações do 1º de Maio, com fotos inéditas de Pelé, provenientes do arquivo do jornal Última Hora, de Samuel Wainer; organizou e fez curadoria da exposição “Peladas”, com imagens de futebol de rua de 30 países diferentes de autoria de Caio Vilela. Organizou a exposição “PIIOTOS WTC 1973-2011 SP/NY“ exibida simultaneamente no Brasil, Espaço SOMA e em NY, na 1500 Gallery para lembrar os 10 anos do 11 de Setembro. Como editor, repórter e fotógrafo, cruzou as fronteiras do Peru, México, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Tobago, Venezuela, EUA, África do Sul, Indonésia, Índia, Nepal, França, Espanha, Bósnia, Israel, Palestina, Indonésia, entre outras. Fernando é conselheiro do Instituto ASAS, projeto da Redbull voltado para jovens talentos.

Fernando Costa Netto is a journalist, photographer, entrepreneur and owner partner of DOC Galeria. He is the creator of Mostra SP de Fotografia, an event of occupation of Vila Madalena, São Paulo neighborhood, by photography. He is also one of the creators of Trip Magazine and other editorial projects such as the magazines VeniceMag (1993) and Boom (1994). In 2005, Fernando was the editor-in-chief of the Notícias Populares newspaper, part of Folha Media Group. Between 1997- 2000, he was a member of Polaroid SX70 photo collective. Some of his most important exhibitions and cultural activities are: “Fotocolecionismo”, Luisa Strina Gallery [1999]; “Imagens da Violência, Retrato da Exclusão”, MIS – Museu da Imagem e do Som [2000]; “Oscar Niemeyer, um Olhar sobre a Obra”, Paparazzi Gallery [2001]; SX70, Galeria Vermelho [2002]; “Dear Sarajevo”, a photo documentary during the war in Bosnia 1993-1994 and 10 years after, 2006 at Caixa Cultural. The exhibition opened the SP International Photography Month [2007]. Fernando was the curator of “Futebol Majestade” to celebrate the May Day with unpublished pictures of Pele, from the archives of Última Hora newspaper directed by Samuel Wainer. He also organized and curated the exhibition “Peladas”, with images of football played on the streets of 30 different countries by photographer Caio Vilela. He organized the exhibition “PIIOTOS WTC 1973-2011 SP/NY“ shown simultaneously in São Paulo, at Espaço SOMA and in New York at 1500 Gallery, as a remembrance of the 10 years of the attacks of September 11th in New York. As a journalist, editor and photographer, Fernando travelled through Peru, Mexico, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Tobago, Venezuela, USA, South Africa, Indonesia, India, Nepal, France, Spain, Bosnia, Israel, Palestine, Indonesia, among others. Fernando is a mentor of ASAS Institute, a Project of Redbull for young talents.