Próximo sábado, dia 23, Érico Hiller ministra workshop sobre a fotografia documental.  Esta semana abrimos a exposição Tênue Linha de autoria de Érico Hiller [fotos]. O trabalho apresenta uma série de 20 imagens inéditas feitas entre 2012 e 2013 em Nova York (EUA), Berlim (Alemanha), Kigali (Ruanda) e Havana (Cuba).  Segundo Érico, uma tentativa de dar eco aos desdobramentos de eventos inventados por nós, como a construção de um muro que dividiu uma cidade durante a Guerra Fria, na Alemanha, um genocídio que tirou mais de 1 milhão de vidas em apenas 100 dias em 1994, em Ruanda, uma revolução que reescreveu a história de uma nação em 1959, em Cuba, e em 2001, os atentados terroristas vistos a olhos nus pelos cidadãos de Nova York e transmitidos pela TV em todo o mundo. Para Paula Diniz, curadora de Tênue Linha, arte e documentação transitam acima de teorias e correntes que tentam empurrá-las para “o lado certo” e ao rastrear resquícios de acontecimentos, a fotografia não cria vítimas nem algozes, não absolve nem condena o homem, apenas fala sobre ele. A exposição vai até 7 de dezembro. No próximo sábado, dia 23, Érico Hiller fará um workshop na DOC Galeria das 9h às 17h. Uma ótima oportunidade para uma reflexão sobre a fotografia documental. O investimento é de R$ 300,00 e as vagas são limitadas.  Informações: contato@docagaleria.com.br, (11) 3938-0130.